Organização: a chave para uma rotina mais leve e feliz

A segunda semana do ano chegou e está na hora de começar a colocar em prática o meu projeto felicidade. A primeira meta do ano é organização. Sinto que depois de ler muito sobre o tema está mais do que na hora de partir para a ação. Quero organizar a minha rotina doméstica com o intuito de ganhar tempo, otimizando os processos e parar com aquela mania de deixar tudo para depois. Quero brincar mais com os meus filhos, apreciar o meu dia, as minhas atividades e não sentir que estou carregando um fardo, entendem?

Se o dia têm exatamente 24 horas para todos, por que ficamos com a sensação de que não temos tempo para nada? Simplesmente porque não nos organizamos. Ficamos minutos e então horas ligados nas redes sociais e quando nos damos conta, fomos atropelados e ficamos apagando incêndio, tentando dar conta de tudo. 


Com frequência encontro algumas mães, principalmente no segmento blogueiras/youtubers que fazem tudo: cuidam da casa, do cachorro, do marido, do trabalho e pasmem, atualizam o blog e o YouTube quase todo o dia. Durante muito tempo fiquei me perguntando: como é que elas conseguem? 

Depois de muito refletir sobre o tema chego a seguinte conclusão: é tudo uma questão de foco, prioridade e organização. Simples assim. Sem mágica. Por exemplo, eu deixei de lado o blog e o YouTube desde que me tornei mãe - há três anos - e isso gerou angustia e cobrança interna. Até o momento em que ficou claro que com dois filhos pequenos a minha prioridade é dormir e descansar quando eles vão para a cama. Outras mães na mesma situação que eu vão para a frente do computador trabalhar. Por opção ou por necessidade. Desde então parei de comparar a minha vida com as outras pessoas e acreditem, fiquei em paz com as minhas escolhas.

Levei muito tempo para descobrir que a organização é a chave para uma rotina mais leve e feliz. Nos preocupamos em organizar a mesa de trabalho, a agenda dos filhos mas nos esquecemos das coisas simples do dia a dia.

Atualmente sou dona de casa, ou seja, faço o almoço, a janta e a limpeza da casa, além de cuidar dos pequenos. A cada quinze dias tenho ajuda de uma pessoa muito querida que vem dar uma geral na minha casa e é encarregada de passar as roupas. Pensando no meu dia a dia e nas minhas necessidades pretendo me organizar da seguinte maneira: 

Cozinha
  • Criar um cardápio semanal, pensando em alimentos ou pratos que possam ser feitos em grande quantidade e que possam ser congelados.
  • Com o cardápio em mãos, estipular um dia para fazer as compras do mercado e se for o caso da feira.
  • Separar uma hora para lavar e armazenar as frutas, verduras e vegetais. Bem como cozinhar e congelar alguns alimentos como feijão, arroz integral e lentilha.
  • Analisar a frequência com que o lixo precisa ser retirado e quem vai executar essa tarefa.
Limpeza da casa
  •  Definir o que deve ser limpo todos os dias para manter a casa mais ou menos. Neste item, é importante prestar atenção ao que te deixa feliz. Por exemplo: acordar e ver a louça lavada e o chão da cozinha limpo me faz feliz e contribui para que o meu dia comece agradável.
  • Separar a casa por cômodos e listar o mínimo de coisas que precisam ser feitas para permanecerem mais ou menos limpas e organizadas.
  • Estipular o que deve ser limpo a cada semana, quinzena ou mês, de acordo com a área. Por exemplo: geladeira, forno, vidros, balcão, armários, sofá, banheiro, etc.
  • Fazer um cronograma de limpeza por dia, semana ou mês e grudar na geladeira para que todos possam saber o que precisa ser feito e quando.
Roupas
  • Estipular um dia na semana para lavar roupa, para trocar a roupa de cama e para lavar a roupa de cama.
  • Definir um dia para passar a roupa.
Dica

Outras pessoas podem colaborar com a manutenção da casa. Neste caso encarregue cada um de uma atividade. Essa é uma ótima forma de ensinar os filhos a cuidar do que também é deles, seja através de pequenas tarefas como recolher os brinquedos, arrumar a cama, até mesmo a lavar a roupa, a louça ou ajudar com o lixo. Tudo de acordo com cada faixa etária, é claro. Aqui em casa o Ben já me ajuda com o aspirador de pó. Para ele é uma diversão. Para mim uma forma de ensina-lo a cuidar da sua casa e das suas coisas. 

Agora que escrevi de que forma pretendo me organizar com as atividades domésticas, vou fazer o meu cronograma e semana que vem volto para mostrar pra vocês como ficou e de que forma estou conseguindo coloca-lo em prática.

Não deixe de voltar ao blog porque pretendo trazer outras dicas de organização, já que esse é o tema do mês por aqui.

Até mais.

Obrigada pela visita!

Postar um comentário