Diário de gravidez: menino ou menina?

No final da semana passada tivemos mais uma consulta do pré-natal e então podemos ouvir o coração do nosso bebê pela primeira vez e que momento emocionante. Confesso que sem a ajuda da doutora fica um pouco complicado descobrir quais partes do corpo aparecem na eco. Ele ainda é pequeno, quase não pesa mas já dá para ver detalhes do seu corpinho. E não parava quieto, fiquei até me sentindo culpada porque comi um chocolate para garantir que ele estivesse acordado. Da ultima vez o baby estava dormindo e não acordava nem com um tossido.
Aqui em Monterrey, o atendimento médico é diferente em alguns aspectos do Brasil. O médico (a) não tem pressa em te atender, não há uma fila gigante de pacientes esperando e ligar numa segunda marcando uma consulta para a mesma semana é tranquilo, coisa que em Caxias dependendo do médico a demora é grande. Claro que no meu caso sempre saio de lá com a próxima visita agendada. Ainda não se isso é porque os mexicanos não tem o hábito de ir ao médico ou o quê.
Outra coisa que me chamou a atenção é que a médica tem alguns aparelhos no seu consultório, dentre eles o da ecografia. Toda vez que vou lá, dou uma olhada no baby, sem precisar ir a uma clinica exclusivamente para isso. A exceção para esse procedimento é para a eco morfológica ou a 3D/4D, essa é feita com outro médico, que predispõe de um equipamento melhor para isso. Esse exame vou fazer no final de novembro, quando entrarei na 20° semana de gestação. O bebê e eu estamos bem. Meus enjoos diminuíram e já me sinto menos cansada e com mais disposição, mas as manhãs ainda são um pouco preguiçosas.

Mas afinal, é guri ou guria?!

Estávamos ansiosos para descobrir o sexo do nosso filho e depois de algumas semanas na base do chutômetro descobrimos quem estamos esperando - tchan tchan tchan, música de suspense - estamos esperando o Benício! Na verdade a médica dá apenas 90% de certeza sobre o sexo, o exame morfológico vai dar os 100%, mas a evidencia de que é um guri é grande e ele estava de perninhas abertas. Ficamos tão felizes em descobrir e engraçado como o fato de saber o sexo e poder chama-lo pelo nome muda muita coisa, é como se tivesse uma identificação maior, não sei explicar. Apenas sinto que fui invadida por uma dose de amor muito grande. Já o imagino correndo pela casa, sorrindo, dando comida para a Pimenta, enfim, algo mudou.


Para todos que me perguntavam se eu achava que seria menina ou menino, eu pensava que era menina, mas não sabia se era o meu desejo ou a minha intuição falando mais alto. Mas lá fundo algo me dizia que era guri, não sei se era porque minha mãe sempre dizia que eu teria um guri, se por aquelas simpatias para adivinhar o sexo ou o que. O Joaquim achava que seria menina simplesmente porque ao redor só tá nascendo menino e do lado dele é só guri e do meu guria, mas o gene masculino é predominante na maioria das vezes. A verdade é que ficamos igualmente felizes porque o nosso desejo é ter um casal, então se fosse guria na próxima tentaríamos um guri e vice-versa. Independente disso o importante é ter saúde e perto disso o sexo é só um detalhe.

Obrigada pela visita!

Postar um comentário