A cidade mágica de Guanajuato


Andar pelas ruas estreitas e sinuosas de Guanajuato é viajar no tempo. Calçadas de pedras, sobrados e prédios coloridos, desbotados e antigos. Túneis subterrâneos, praças, museus, teatros e imponentes igrejas são encontrados pelo meio do caminho. Para conhecer esse pueblo magico se dispensa o uso de carro, é necessário um sapato confortável para caminhar, subir e descer as alamedas e descobrir porque o seu centro histórico foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Seja bem vindo a Guanajuato. 

Vista do mirante Guanajuato parece mais bela e pequena.
A cidade fica a 328 km da capital Cidade do México, aproximadamente 4 horas de carro. Com uma arquitetura tipicamente espanhola Guanajuato teve um grande desenvolvimento no final do século XIX. De suas encostas e íngremes desfiladeiros se extraiu 1/4 de toda a prata da Nova Espanha. Essa cidade respira cultura e história e é o destino ideal de inúmeros turistas que vem ao país para conhecer um pouco sobre o México Colonial

Sobrados antigos e peculiares são vistos por todos os lados.
Para isso o primeiro passo é conseguir um pequeno mapa para ajudar na rota, não se assuste porque a escala do mapa não esta correta, a distância entre os lugares parece muito maior do que realmente é. Muitos hotéis os disponibilizam, todo caso, nos postos de informações para turistas, como na Plaza de la Paz, é possível conseguir um. Os ônibus urbanos permitem chegar aos monumentos mais distantes do centro. Em dois dias se consegue fazer todo o percurso, com três ou mais se pode usufruir e aproveitar o que há de melhor em Guanajuato: a programação cultural, os restaurantes, os bares ou optar por um dos diversos cafés disponíveis. Aliás, entre uma caminhada e outra é recomendado escolher um café ao ar livre para repor as energias e desfrutar do ambiente, opções é o que não faltam.  

Pelo nome, acredito que é coisa de brasileiro.
Além de ser Patrimônio da Humanidade, Guanajuato é a Capital Cervantina da América, com museus, teatros, congressos e eventos dedicados a obra de Miguel de Cervantes, um importante poeta, dramaturgo e novelista espanhol que nasceu em 29 de setembro de 1547 (data suposta) na cidade espanhola de Alcalá de Henares. Cervantes morreu em Madri, em 22 de abril de 1616. Considerado um dos maiores escritores da literatura espanhola, destacou-se pela novela, mundialmente conhecida Dom Quixote de La Mancha. Durante o mês de outubro pessoas de todas as partes do México e do exterior se encontram para a realização do Festival Internacional Cervantino. Um dos maiores festivais da América Latina, que este ano completa 41 anos e se orgulha em reunir representantes da música, dança, teatro, literatura, artes visuais e filosofia em um mesmo lugar durante o mês da festa.


No Museo Iconográfico de Quixote é exposto muitas obras de arte relacionadas a Dom Quixote.
Em julho, a cidade mágica se transforma na casa do cinema, com o Festival Internacional de Cinema de Guanajuato (GIFF), um dos mais importantes para o segmento no México. Sua atmosfera artística e o entusiasmo de sua gente fazem de Guanajuato a locação ideal para esta festa fílmica.



A beleza dos túneis de Guanajuato

Se andar pelas ruas estreitas de Guanajuato é viajar no tempo, andar pelos seus estreitos e extensos túneis subterrâneos é estar dentro de um filme medieval, no melhor estilo de "D`artagnan e os três mosqueteiros" ou então em "Entrevista com o Vampiro", depende da hora do dia ou da noite. Em 1965, engenheiros abriram uma rede de túneis no subsolo do centro da cidade, eles foram construídos sobre o leito de um rio que por ali passava, com o objetivo de minimizar os problemas de trânsito.


A Calle Hidalgo é um dos trajetos mais conhecido, mas com o tempo se tornou perigosa para os visitantes, especialmente durante a noite. Mas é impossível andar de carro ou ônibus sem passar por esse labirinto que está localizado a baixo do centro de Guanajuato. É incrível pensar em como eles interligaram esses caminhos subterrâneos sem que a cidade sofresse algum dano. Por todos os lugares há escadas para descer até o subsolo, bem como pequenas calçadas nas laterais para pedestres e até parada de ônibus. Todas as vezes que passei por ela, estava bem movimentadas, tanto pelo número de carros quanto pelo número de pessoas. Nas primeiras vezes é fácil se perder nesse labirinto de ruas, mas basta isso para que você se familiarize com os trajetos e logo se acostuma com a beleza das pedras que cobrem o trajeto, das casas apoiadas em madeiras e das árvores que deixaram pelo caminho. Um bom exemplo de harmonia entre desenvolvimento, ambiente e história.
A Basilica de Nossa Senhora de Guanajuato é a mais bela das igrejas, datada do século XVII.
Guanajuato é o lugar para comprar artesanato e prata com qualidade e bom preço.

.

Obrigada pela visita!

Postar um comentário